Física / Dinâmica

Uma animação baseada em simulação física ou dinâmica é utilizada em situações muito específicas. Eu pessoalmente nunca utilizei esse recurso em trabalhos profissionais, isso se deve ao fato de que normalmente a animação resultante é imprevisível e precisa de muitos ajustes. Uma animação feita na "mão" de forma geral é produzida mais rapidamente e com resultados muito semelhantes ao de uma simulação.

No cinema é comum a utilização de simulação, seja para criar acidentes entre veículos, dinâmica de fluídos ou para a criação de um exército digital autônomo. Mas repito: em televisão e produtoras de vídeo é raro aparecer esse tipo de situação. Principalmente no Brasil, onde tudo é para ontem e não há espaço para "perdas de tempo" com processamento de animações via simulação. Não me leve a mal, não quero generalizar por completo, sempre existem exceções.

Outra aplicação excelente de física e dinâmica se dá nos jogos eletrônicos 3D em tempo real. O corpo de um inimigo abatido cai no chão com realismo (Ragdoll), estilhaços de uma cabana destruída reagem à gravidade com veracidade. Hoje é quase lei utilizar física e gravidade nos jogos, caso contrário as animações feitas pelo artista 3D se tornam repetitivas e dificulta à imersão do jogador. As tecnologias de física (engines) mais utilizadas são: Havok, Newton e PhysX.

Já com sistemas de partículas a história é outra. A geração de fumaça, fogo, esguichos de água e fogos de artifício são exemplos corriqueiros, e seria muito difícil animar algo do gênero sem o auxílio de ferramentas apropriadas.